Home  
  Brasil  
 Sudeste
    Estado do Rio
    Estado de São Paulo
    Minas Gerais

Sudeste Teatros

1
Teatro Raimundo Magalhães Junior, Estado do Rio de Janeiro
  Av. Presidente Wilson, 203 - Castelo - Rio de Janeiro, RJ              
O Teatro Raimundo Magalhães Junior, patrocinado pela Petrobrás e estabelecido no prédio da Academia Brasileira de Letras é um espaço de médio porte, aconchegante e confortável. É uma justa homenagem ao imortal cearense, jornalista, biógrafo e teatrólogo, eleito em 1956 para a cadeira nº 34 na sucessão de D. Aquino Corrêa. O Espaço apresenta além de peças teatrais, espetáculos de MPB muito concorridos.
2
Teatro Nair Bello, São Paulo (Estado)
  Rua Frei Caneca, 569 - Consolção - São Paulo, SP              
O Teatro Nair Bello tem capacidade para 240 pessoas, foi inaugurado em 2007 e funciona junto com a Escola de Atores Wolf Maya, do famoso diretor de novelas e minisséries. O nome do espaço é uma homenagem à grande atriz e amiga do diretor. Está em localização privilegiada dentro do Shopping Frei Caneca e já foi palco de diversas peças de sucesso.
3
Teatro Renaissance, São Paulo (Estado)
  Alameda Santos, 2233 - Jardins - São Paulo, SP              
Capacidade de 466 pessoas.
4
Teatro Municipal de Niterói, Estado do Rio de Janeiro
  Rua XV de Novembro, 35 - Centro - Niterói, RJ
             
<iframe id='palyer4' width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/N6ISwlQNbIc" title="YouTube video player" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; clipboard-write; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe id='palyer4'>
O Teatro Municipal João Caetano foi reinaugurado em 1995, após uma profunda restauração. O projeto de recuperação encarou um grande desafio que era respeitar os aspectos históricos e ao mesmo tempo dotá-lo de modernidade. Ao longo de sua história, o teatro sofreu sucessivas obras de reformas que foram alterando a forma original do prédio, adaptando espaços e desfigurando seus seus núcleos históricos, dando origem a um prédio com características de diferentes épocas. No entanto, a fachada manteve as linhas arquitetônicas neoclássicas da reforma de 1888 e 1889.
5
Teatro Arthur Azevedo, Estado do Rio de Janeiro
  Rua Victor Alves, 454 - Campo Grande - Rio de Janeiro, RJ              
Em 18 de agosto de 1956, na capital federal, sendo presidente da República Juscelino Kubitschek (1902-1976), era inaugurado o Teatro Arthur Azevedo, pelo embaixador Francisco Negrão de Lima (1901-1981), então prefeito do Distrito Federal. Homenagem ao jornalista e escritor que no final do século XIX, dominou o cenário teatral do país. Arthur Azevedo (1855-1908) consolidou o gênero comédia de costumes da sociedade brasileira do final da monarquia e início da república, foi também um dos responsáveis pela construção do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, inaugurado logo após sua morte em 22 de outubro de 1908.
6
Teatro Dulcina, Estado do Rio de Janeiro
  Rua Alcindo Guanabara, 17/21 - Cinelândia - Rio de Janeiro, RJ              
O Teatro Dulcina faz parte da história teatral do Rio de Janeiro e é uma referência obrigatória para a análise do processo de modernização da cena carioca no século XX. Até 1952, o Dulcina era conhecido pelo nome de Teatro Regina (1935 a 1952) - uma iniciativa do Sr. Vivaldi Leite Ribeiro, responsável também pela construção do Edifício Regina - prédio de 17 andares na Rua Alcindo Guanabara, na Cinelândia.
7
Teatro Abel, Estado do Rio de Janeiro
  Av. Roberto Silveira, 29 - Icaraí - Niterói, RJ              
Bilheteria: A bilheteria funciona de terça a domingo a partir das 15h. • Nos dias em que não houver espetáculos até às 19h. • Nos dias de espetáculos até o início do mesmo. • Não fazemos reservas. • Não aceitamos cheques nem cartões de crédito. • Aos sábados e domingos, no período entre 16h30min e 17h15min, a venda de ingressos é exclusiva do espetáculo infantil
8
Teatro Maria Della Costa, São Paulo (Estado)
  Rua Paim, 72 - Bela Vista - São Paulo, SP              
Em outubro de 1954 foi inaugurado o Teatro Maria Della Costa, de propriedade da atriz Maria Della Costa e do empresário Sandro Polloni, que apresentaram como espetáculo de estréia "O Canto da Cotovia"de Jean Anouhil, sob a direção de Gianni Ratto.
24 anos depois, em 1978, a Apetesp - Associação dos Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo - durante a gestão do então Presidente Raul Cortez, adquiriu o Teatro Maria Della Costa, com a finalidade específica de prestar maiores benefícios aos seus associados.
17 anos passados, em maio de 1995, o Teatro Maria Della Costa não tinha condições de funcionamento, devido ao estado precário em que se encontrava. Durante a gestão do então Presidente Sérgio D’Antino, o mesmo passou por uma reforma geral, que se estendeu até 1996, tendo sido re-inaugurado com uma grande festa para toda a classe artística no dia 30 de julho de 1996.
9
Teatro da UFF, Estado do Rio de Janeiro
  Rua Miguel de Frias, 9 - Icaraí - Niterói, RJ              
10
Teatro Bradesco, São Paulo (Estado)
  Rua Turiassú, 2100 Bourbon Shopping - Pompéia - São Paulo, SP              
Situado no interior do Bourbon Shopping São Paulo, o Teatro Bradesco foi desenhado pelo escritório Monserrat Arquitetos Associados. Para executar o projeto foi reunida uma equipe de arquitetos e engenheiros projetistas com experiência em diversas obras desta natureza ao redor do mundo, que agregaram ao mais novo teatro de São Paulo conceitos inovadores de acústica e equipamentos cenográficos.
11
Citibank Hall, Estado do Rio de Janeiro
  Av. Ayrton Senna, 3000 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro, RJ              
<iframe id='palyer11' title="Citibank Hall - YouTube video player" width="250" height="190" src="https://www.youtube.com/embed/o1uNFUtZBis" frameborder="0" allowfullscreen></iframe id='palyer11'>
Inaugurado em Setembro de 1994, e localizado na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro), o CITIBANK HALL - Rio de Janeiro está estruturado para abrigar todos os tipos de shows e eventos.
Contando com uma infra-estrutura grandiosa, a casa transforma qualquer evento em um verdadeiro espetáculo, oferecendo ao Rio um espaço à altura de sua tradição cultural.
12
Espaço Parlapatões, São Paulo (Estado)
  Pça. Franklin Roosevelt, 158 - República - São Paulo, SP              
A abertura do Espaço dos Parlapatões aconteceu no dia 11 de setembro de 2006, com mais de 600 pessoas. Foi uma festa do teatro, que começou na rua - Os Parlapatões derrubaram as torres gêmeas (encenada) contra todos os preconceitos, abrindo as portas para o público. Além do coro Collegium Musicum, com regência de Abel Rocha, atores convidados (Barbara Paz, Jairo Mattos, Marco Ricca, Rosi Campos e Marcelo Drummond) leram trechos de peças da companhia.
13
Teatro Villa Lobos, Estado do Rio de Janeiro
  Praça Princesa Isabel, 440 - Copacabana - Rio de Janeiro, RJ              
Em 8 de março de 1979, era inaugurado o teatro Villa-Lobos, com a presença do governador do Estado, Floriano Faria Lima e Adolpho Bloch (1908-1995), então presidente da Funarj. Com três unidades cênicas – o teatro e duas salas Monteiro Lobato (Espaço II) e Arnaldo Niskier (Espaço III) –, preserva a característica de receber espetáculos inéditos e trabalhos experimentais nos espaços anexos.
A escolha do nome para o teatro foi uma homenagem ao maestro Heitor Villa-Lobos, um dos maiores compositores brasileiros, autor de mais de mil músicas. Compôs peças de vários gêneros - concertos, sinfonias, suítes, quartetos de cordas, sonatas, arranjos para coro, peças para pequenos conjuntos e grande orquestra. Com maestria conseguiu mesclar o folclore brasileiro com a música de concerto européia.
14
Teatro AMF / Unimed, Estado do Rio de Janeiro
  Av. Roberto Silveira, 123 - Icaraí - Niterói, RJ              
15
Teatro Sesc Ginástico, Estado do Rio de Janeiro
  Avenida Graça Aranha, 187 - Centro - Rio de Janeiro, RJ              
A decoração clean conta com um elevador de vidro e foi projetada para adaptar e facilitar o acesso a deficientes físicos. As 514 poltronas de espuma, diferente das anteriores de mola, têm assentos especiais não só para deficientes mas também para obesos. A mesa de luz e as roldanas da cortina, que estavam lá desde a inauguração do Ginástico em 1938, foram recuperadas e se tornaram instalação de arte na entrada do teatro". (coluna Gente Boa de Joaquim Ferreira dos Anjos em O Globo, Segundo Caderno, em 20 de agosto de 2005).
16
Teatro Mário Lago, Estado do Rio de Janeiro
  Rua Jaime Redondo, 2 - Vila Kennedy - Rio de Janeiro, RJ              
Um galpão da CEHAB-RJ deu lugar às artes. A mobilização da comunidade local garantiu a permanência do imóvel, sua transformação em teatro e seu funcionamento. A partir de 19 de julho de 1990, o espaço passou a ser administrado pela Funarj.
Seu patrono teve uma vida marcada pela atuação política em favor de sua categoria. Mário Lago nasceu no Rio de Janeiro, em 26 de novembro de 1911. Aos 15 anos teve seu primeiro poema publicado na imprensa carioca. Formado em Direito, praticamente não exerceu a profissão, preferindo escrever textos para o teatro de revista.
Nos anos 40, se tornou um dos mais renomados galãs do teatro de comédia brasileiro. Faleceu em 30 de maio de 2002. Em 26 de dezembro de 2006, o Governo do Estado o homenageou substituindo o antigo nome do teatro de Vila Kennedy, Faria Lima, pelo nome do artista.
17
Teatro Procópio Ferreira, São Paulo (Estado)
  Rua Augusta, 2823 - Cerqueira César - São Paulo, SP              
Considerado um dos grandes nomes do teatro brasileiro, Procópio Ferreira, nome artístico de João Álvaro de Jesus Quental Ferreira, nasceu em 1898, no Rio de Janeiro, onde estudou na Escola Dramática. Foi ator, diretor de teatro e dramaturgo. Desde cedo, Procópio descobriu seu talento de envolver a plateia, arrastando aos seus espetáculos contingentes de público de fazer inveja aos maiores sucessos de hoje.
18
Teatro Bibi Ferreira, São Paulo (Estado)
  Av. Brigadeiro Luis Antônio, 931 - Bela Vista - São Paulo, SP              
Site em processo de reformulação.
19
Teatro Shopping Frei Caneca, São Paulo (Estado)
  Rua Frei Caneca, 569 - 6º andar - Consolação - ,               
O Teatro Shopping Frei Caneca tem um dos maiores palcos de teatro do Brasil e sua infra-estrutura permite receber espetáculos simultâneos e dos mais variados seguimentos, prosa, musica, dança, entre outros, além de ter toda a infra-estrutura para receber eventos coorporativos de todos os seguimentos. Confira em nosso histórico, na pagina "histórico de espetáculos" o que já realizamos desde nossa inauguração e também nossa "ficha técnica" com todos a estrutura e equipamentos que o teatro disponibiliza para realização de seus espetáculos e eventos.
20
Centro Cultural São Paulo, São Paulo (Estado)
  Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso - São Paulo, SP              
Concebido inicialmente para abrigar uma extensão da Biblioteca Mário de Andrade, o Centro Cultural São Paulo acabou sofrendo, no decorrer de suas obras, uma série de adaptações para se transformar em um dos primeiros espaços culturais multidisciplinares do país.
Inaugurado em 1982, oferece espetáculos de teatro, dança e música, mostras de artes visuais, projeções de cinema e vídeo, oficinas, debates e cursos, além de manter sob sua guarda expressivos acervos da cidade de São Paulo: a Coleção de Arte da Cidade, a Discoteca Oneyda Alvarenga, a coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade, o Arquivo Multimeios e um conjunto de bibliotecas
21
União Cultural Brasil Estados Unidos, São Paulo (Estado)
  R. Mário Amaral, 209 - Paraíso - São Paulo, SP              
Criada em 1938, a União Cultural Brasil Estados Unidos é uma fundação sem fins lucrativos, que tem como meta aproximar as culturas dos dois países. Promove cursos de inglês em todos os níveis com atividades relacionadas, além de promover eventos culturais.
22
Teatro Commune, São Paulo (Estado)
  Rua da Consolação 1.218 - Consolação - São Paulo, SP              
Um espaço multifuncional e conta com café bar, galeria de exposições e sala de espetáculos com capacidade para 83 pessoas. Conta com palco e arquibancadas articuláveis, cadeiras empilháveis, equipamento profissional de som e iluminação, ar-condicionado, tratamento acústico, camarins, toaletes, sistema de segurança com saída de emergência, estacionamento ao lado.
Situa-se na Rua da Consolação, 1.218, ao entre o Mackenzie e o Tribunal do Trabalho (sentido Centro-Paulista).
23
Cine-Theatro Central, Minas Gerais
   - Juiz de Fora, MG              
A acústica perfeita, a grande capacidade de público e o palco projetado para receber os mais diversos espetáculos fazem do Central um espaço carregandoprivilegiado e um dos poucos do gênero disponíveis atualmente no país. Teatro,dança, ópera, concerto, show. A história do Cine-Theatro Central é um desfilar de grandes nomes das artes nacionais e internacionais, responsáveis por momentos de beleza e emoção, que se apresentaram ao longo das últimas décadas em Juiz de Fora.
O Cine-Theatro Central colocou a cidade na rota de companhias líricas italianas, orquestras e companhias dramáticas nacionais. Seu palco recebeu talentos do porte de um Procópio Ferreira, um dos maiores nomes do teatro brasileiro. Criado em 1955, o Teatro Experimental de Ópera de Juiz de Fora fez do Central cenário de seus concertos líricos até início dos anos 70. Quando o país inteiro se voltou para os movimentados e inovadores festivais de música, o Central também mobilizou torcidas na década de 60 e 70 e o juizforano conheceu alguns dos então promissores talentos da música brasileira, como Milton Nascimento, Gonzaguinha e Sueli Costa.